Tempo viral [2020]

 

Talvez 2020 tenha sido um dos anos em que me senti mais sobrecarregada de coisas dentro da minha própria casa. O trabalho remoto trouxe para dentro da intimidade uma sobreposição de compromissos, reuniões, aulas, lives, exigências para serem feitas e respondidas no tempo do ontem. A ideia é pensar sobre nós e as coisas que se sobrepõem neste tempo pandêmico. Um tempo (quase) suspenso de vida. Tempo-que-se-faz-imagem, que dá pistas do aqui, do agora. Metamorfoses dadas por um tempo viral. Imersas no acúmulo de funções e de sentimentos aflorados no último ano e ainda, diante do medo que se instaura pela ameaça viral e pela falta de vacina para todos, lembramos que também somos terra... que precisamos nos desconectar das telas, temos um corpo que dança, que corre, que respira em outro ritmo e que precisa de outros gestos para reinventar outros modos de ser.