1/3

Mandala

2020

 

A simbologia das mandalas representa de forma geométrica a dinâmica da relação entre o humano e o cosmo. Geralmente são compostas por círculos e quadrados concêntricos (ou seja, com um centro comum) para formar uma imagem simbólica do mundo e que serve de instrumento para meditação. Aqui, as mandalas são expostas em fotografias sem nenhum tipo de tratamento ou edição, funcionam como vestígios, sinais, movimento, expressão. Como em um mantra, as mandalas promovem uma espécie de grito, de apelo, de impacto visual que coloca em evidência as árvores e o seu/nosso (curto) tempo de vida. As árvores armazenam vida, experiências, equilíbrio... “Quando você sabe que as árvores sentem dor, têm memória, vivem com seus familiares, não consegue simplesmente cortá-las e matá-las com máquinas grandes e furiosas. [...] em um punhado de terra de floresta existem mais seres vivos do que o total de seres humanos no planeta", afirma Peter Wohlleben em A vida secreta das árvores. Como símbolos de integração e de harmonia estas mandalas (re)exisistem para abrir convites à uma consciência mais ampla.